800-2021-04-05T170306.181

Com 4 modelos, HUPI apresenta linha de óculos Performance para ciclismo

Conforto, tecnologia e qualidade foram os focos no desenvolvimento da linha.

O óculos é um acessório essencial durante os pedais trazendo proteção aos ciclistas. Pensando nisso, a HUPI desenvolveu a linha Performance de óculos solares, com 4 diferentes modelos que já estão disponíveis no Brasil, Espanha e Portugal.

Com a criação da linha Performance, a marca disponibiliza modelos de óculos marcados por tecnologia, qualidade, design e excelente relação custo X benefício.

Todos os modelos Performance oferecem a opção de trocar a lente, que são vendidas separadamente por apenas R$29,90, tornando o produto adequado para qualquer pedal, clima e condição.
Além disso, são fabricados em TR-90, um material polímero, super leve para produção dos óculos. Ele tem a natureza flexível, anti-risco e baixo coeficiente de atrito. Armações de óculos deste material podem eficazmente impedir danos durante atividades físicas como atrito com os olhos ou rostos.

Conheça a seguir os modelos, Huez, Maverick, Pacer e Stelvio

Óculos HUPI Huez

Óculos de Sol HUPI Huez Laranja/Preto – Lente Laranja Espelhado
Óculos de Sol HUPI Huez Laranja/Preto – Lente Laranja Espelhado


O modelo HUPI Huez, possui duas entradas de ar o que evita os óculos de embaçarem durante o pedal ou a corrida e suas narigueiras são emborrachadas, assim os óculos se acomodam muito bem a face e evitam possíveis assaduras com o tempo longo de uso. Está disponível em seis cores diferentes.

Óculos de Sol HUPI Huez Preto – Lente Espelhada
Óculos de Sol HUPI Huez Preto – Lente Espelhada

Óculos HUPI Maverick

Óculos de Sol HUPI Maverick Preto/Vermelho – Lente Vermelho Espelhado
Óculos de Sol HUPI Maverick Preto/Vermelho – Lente Vermelho Espelhado


Desenvolvido para ciclistas e corredores, o modelo de óculos de sol Maverick da HUPI possui também hastes reguláveis, assim é possível ajustar de acordo com o rosto e deixar os óculos mais confortáveis, evitando que eles atrapalhem durante a corrida ou pedal. Outro ponto bacana do óculos Maverick é que ele acompanha astes extras para rostos grandes.

Óculos de Sol HUPI Maverick Branco/Preto – Lente Azul Espelhado
Óculos de Sol HUPI Maverick Branco/Preto – Lente Azul Espelhado

Óculos HUPI Pacer

Óculos de Sol HUPI Pacer Preto – Lente Cinza Espelhado
Óculos de Sol HUPI Pacer Preto – Lente Cinza Espelhado


O óculos performance Pacer atende quesitos fundamentais para ciclistas e corredores, pois oferece design, conforto e tecnologia.
Além do design, a linha Pacer também conta com proteção contra raios, UVA e UVB, e suas narigueiras além de emborrachadas, também se adaptam ao rosto e evitam possíveis machucados em treinos longos.

Óculos de Sol HUPI Pacer Cristal/Cinza – Lente Azul Espelhado
Óculos de Sol HUPI Pacer Cristal/Cinza – Lente Azul Espelhado

Óculos HUPI Stelvio

Óculos de Sol HUPI Stelvio Vermelho/Preto – Lente Preto
Óculos de Sol HUPI Stelvio Vermelho/Preto – Lente Preto


Com entradas de ar para evitar que as lentes fiquem embaçadas durante o treino, o óculos de sol Stelvio conta com lentes em policarbonato, o que torna os óculos da HUPI mais resistentes e também mais leves, não pesando sobre o rosto durante a pedalada ou corrida.

Óculos de Sol HUPI Stelvio Preto – Lente Fume
Óculos de Sol HUPI Stelvio Preto – Lente Fume

Os quatro modelos da linha Performance, já estão disponíveis no mercado e podem ser encontrados no site oficial da HUPI (www.hupishop.com.br). Os óculos têm valor sugerido a partir de R$ 219,90

800 - 2021-04-05T143748.968

Pandemia faz crescer a busca por equipamentos para pedalar em casa

Venda de rolos de treinos cresceu 435% em 2020 e, no início deste ano, o índice já dobrou, segundo marketplace de produtos esportivos Semexe

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-04-05T143748.968.jpg

Em meio à fase atual do País, os brasileiros buscam na prática esportiva um aliado para manter o equilíbrio entre corpo e mente. Com as restrições de acesso aos parques e academias, há um movimento ascendente para atividades funcionais em casa e até de busca e compra por aparelhos que podem auxiliar o amante dos esportes.

Nos últimos sete dias, a procura por ‘suporte para bicicleta’ e termos associados com a ‘bike para pedalar sem sair do lugar’ tiveram aumento de até 500%, segundo Google Trends. No que tange à bicicleta ergométrica, no mesmo período, alguns modelos deste equipamento tiveram ascensão superior a 100% em relação às pesquisas.

E essa busca pelos aparelhos não fica apenas no desejo. Ela se reflete também nas vendas dos produtos.

“Por conta da pandemia, os brasileiros tiveram de se adaptar em vários aspectos do dia a dia. E a relação com as atividades físicas não foge disso. Percebemos que há uma procura muito grande por itens para treinar em casa, principalmente, suportes para bicicleta e bikes ergométricas. Em 2021, já tivemos aumento de 300% no aluguel de spinning se compararmos com os meses anteriores. E até alguns modelos de rolos para bicicletas esgotaram rapidamente. Esses tipos de equipamentos ajudam a evitar a exposição ao vírus e são excelentes alternativas, pois, envolvem dezenas de músculos e partes do corpo”

afirma Rafael Papa, um dos fundadores da Semexe.

E MAIS:

As cinco principais tendências de bikes de estrada para 2021

O que é um High Speed Wobble?

Como forma de incentivar seu pedal em casa, ciclistas amadores e até profissionais começaram a fazer aulas online e utilizar aplicativos, como o Zwift, para treinar ou disputar competições online. Igor Amorelli, principal triatleta brasileiro, e Kate Courtney, ciclista americana campeã mundial, são alguns exemplos de esportistas que incluíram tal tecnologia no dia a dia. 

“Eu já tinha o hábito de treinar rolo no Zwift e trocar algumas ideias sobre treinamento com outros atletas. Neste período foi bom, pois nos manteve mais ativos. Ele torna o treino bem mais real e não deixa a atividade ficar chata, já que simula treinos na rua e é bem parecido com a realidade”

explica Amorelli. 

Essa mudança no comportamento dos brasileiros com relação às bicicletas se reflete em uma pesquisa realizada pela Semexe, com relação aos hábitos dos praticantes de atividades físicas no País. Enquanto futebol, vôlei e musculação, por exemplo, tiveram quedas expressivas em suas práticas, a bicicleta surgiu como meio de transporte e forma de se exercitar, com segurança, durante a pandemia. À época, 89% dos respondentes afirmaram que pedalar é importante pra saúde mental e 72% dos entrevistados pretendem incorporar mais vezes a ‘magrela’ como atividade de lazer na rotina mesmo após ser vacinado.

800 - 2021-03-31T171403.478

Henrique Avancini faz 32 anos e relembra três momentos históricos na Copa do Mundo

Desde criança ao lado da bicicleta, atleta se tornou lenda do esporte no Brasil e, agora, revive eventos emblemáticos na carreira vitoriosa

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-31T171257.569.jpg

Da infância com a primeira bicicleta feita de sucata para o topo do ranking mundial do ciclismo, Henrique Avancini e a bike têm uma relação única, especial. Nesta terça-feira (30), o atleta olímpico comemora os 32 anos de vida, sendo quase todos ligados às duas rodas. E, do primeiro evento internacional, em 2006, até agora, tornou-se o mais vitorioso ciclista do País. Quem não se recorda da emoção nos metros finais, na República Tcheca, que garantiram a primeira vitória brasileira na prova de XCO da Copa do Mundo? E as vitórias e pódios, tanto nos short tracks quanto no cross-country olímpico? O atleta já é uma lenda.

Enquanto se prepara de olhos nos próximos desafios na Copa do Mundo de MTB XCO, que já começam em maio, com transmissão ao vivo pela Red Bull TV, Avancini abriu uma brecha na agenda de treinamentos e reviveu três grandes momentos dele na competição. E o público pode relembrar, na íntegra, cada instante do atleta olímpico e os comentários inéditos sob a perspectiva dele. 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-31T171403.478.jpg

Primeiro pódio, a gente nunca esquece

Val di Sole (2018): https://win.gs/3szYxm5 

A grande consistência de Avancini na prova foi coroada com o primeiro pódio em provas de Copa do Mundo do Brasil.

“Essa prova foi muito importante pra mim. Eu competi muito leve. Lembro como foi o andamento da corrida, muito em detalhes, e era algo que eu desejava muito. Pra mim, foi especial por ser na Itália, país em que eu vivi momentos muito marcantes na minha carreira, principalmente, no começo da jornada como profissional, quando eu morei alguns anos lá. Enfim, conquistar meu primeiro pódio na Itália não poderia ser tão significativo. Tem um peso enorme na minha história. Eu chegar entre os melhores era o meu sonho. E, pela primeira vez, pisava no pódio da Copa do Mundo e tornava esse sonho uma realidade”

comenta o brasileiro.

E o que dizer da primeira vitória em XCC, não é mesmo?

Vallnord (2018): https://win.gs/31qrhSx 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-31T171348.616.jpg

Foi com emoção. Por apenas um segundo de diferença e diante de Mathieu Van der Poel, Gerhard Kerschbaumer e Nino Schurter, Avancini faturou a vitória no XCC de Andorra, local que, em 2017, havia entrado pela primeira vez no Top 10 em uma etapa.

“Nessa prova, eu tive uma postura diferente e acabei conquistando um feito histórico para mim, ao País e ao time que eu represento. Apesar de ser uma equipe de tanto nome, a Cannondale Factory Racing ainda não havia vencido um evento de Copa do Mundo. E isso foi muito importante. Foi uma validação que não só é possível desempenhar bem, mas vencer”

analisa o brasileiro.

Uma das maiores façanhas do esporte brasileiro de todos os tempos!

Nové Mesto (2020): https://win.gs/3sx5jJp 

Prova consistente e estratégia bem executada. Com emoção, Avancini se tornou o primeiro brasileiro a vencer uma prova de XCO em Copas do Mundo.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-31T171325.760.jpg

“Era algo que eu acreditava que chegaria. Era questão de tempo e refinar performance em prova. Mas, o impacto ao esporte foi assustador, pela amplitude que teve, pelo significado que teve essa vitória ao mountain bike brasileiro. Eu considero um final de semana incrível, pois eu venci a rodada, com o short track e o cross-country olímpico, o que só dois atletas haviam conquistado. Foi um momento extremamente especial para mim e muito marcante ao MTB brasileiro”

completa o atleta, que doou a sapatilha para o projeto Pedaling For a Reason, em leilão organizado pela Semexe.

Quais serão os próximos momentos históricos?

A partir de maio, o público brasileiro poderá acompanhar ao vivo todas as emoções da Copa do Mundo de MTB XCO nas transmissões exclusivas da Red Bull TV, com narração e comentários em português. Ao todo, são seis etapas previamente confirmadas e a participação dos grandes nomes do esporte. Fique de olho no https://www.redbull.com/br-pt/bike-mountain-bike-calendario-copa-do-mundo-2021 e não perca as novidades.

800 - 2021-02-11T171408.665

Como as empresas de bicicleta devem funcionar na pandemia: Aliança Bike cria listas que explicam regras em 7 estados e no DF

Restrições diferentes entre cidades e estados fazem com que profissionais do setor tenham dúvidas sobre como agir; listagem tem como meta orientar as empresas

Com o agravamento da crise causada pela pandemia do novo coronavírus no Brasil, estabelecimentos comerciais e industriais em diversas partes do país não têm uma regra federal para funcionarem. No mercado de bicicletas a situação é a mesma: donos e donas de lojas, montadoras, fábricas e oficinas mecânicas não sabem como atuar. Por conta disso, a Aliança Bike (Associação Brasileira do Setor de Bicicletas) lançou mão da equipe jurídica para criar uma lista explicando quais são as condições atuais para que empresas da área possam funcionar em 7 estados e no Distrito Federal.

Em alguns casos, as regras são diferentes nas capitais e no estado como um todo. As localidades contempladas são Bahia e Salvador, Distrito Federal, Minas Gerais e Belo Horizonte, Paraná e Curitiba, Rio de Janeiro (estado e capital), Rio Grande do Sul e Porto Alegre, Santa Catarina e Florianópolis e São Paulo (estado e capital).

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-02-11T171408.665.jpg

Como cada região está com regras próprias quanto ao estado de emergência e decretos de quarentena, é importante que quem possui empresas do mercado de bicicletas em cada um destes estados e cidades saiba como proceder.

As informações são atualizadas diariamente pela equipe jurídica da Aliança Bike.

Nos links a seguir é possível conferir como funcionam as regras para cada região.

Bahia e Salvador

Distrito Federal

Minas Gerais e Belo Horizonte

Paraná e Curitiba

Rio de Janeiro

Rio Grande do Sul e Porto Alegre

Santa Catarina e Florianópolis

São Paulo

800 - 2021-03-29T175344.688

Do mountain bike extremo ao BMX: conheça os novos modelos de capacetes full face da Bell disponíveis no Brasil

Capacetes Full-9 Fusion e Transfer garantem segurança e conforto para as modalidades mais agressivas do ciclismo

Uma das mais renomadas fabricantes de capacetes esportivos do mundo, a Bell Helmets tem novidades desembarcando em solo brasileiro. Dois modelos full-face diferentes entre si, mas que trazem o DNA da marca norte-americana: alta tecnologia, máxima segurança e conforto. O Bell Full-9 Fusion e o Bell Transfer são as apostas para fazer sucesso com o público brasileiro em busca de diversão em cima de uma mountain bike, seja para trail, enduro, downhill ou até mesmo free ride e BMX.

São duas opções para quem procura se divertir em cima de uma bicicleta ou competir contra o relógio.

Fundada em 1954, na Califórnia, a história da Bell começa nas pistas de corrida de automobilismo e desde sempre focou o desenvolvimento em segurança e tecnologia para capacetes. Aos poucos, foi se consolidando também no motociclismo e no ciclismo.

Desde sua criação, com o fundador Roy Ritcher, a marca ao longo dos anos foi ganhando admiração de atletas de várias modalidades. Muito por conta da cultura de inovação, antecipando necessidades dos atletas para os segmentos de atuação e criando possibilidades para as pessoas chegarem mais longe. A marca está ligada à criação, dentre outras tecnologias, do sistema mais avançado de proteção para capacetes, do Spherical by MIPS, feito em parceria com a Giro e a própria MIPS.

Mundialmente, é reconhecida por construir os melhores e mais seguros capacetes do mercado, com uma tradição que vem do motocross e invadiu também a Fórmula 1, com Lewis Hamilton utilizando o capacete mais avançado do mundo.

“No ciclismo, a história não é diferente. Eles absorveram o que há de mais tecnológico nos sistemas de construção para projetar os capacetes com alto nível de proteção, além de confortáveis e com excelentes sistemas de ventilação”

comenta Gilberto Alves Nunes, analista de produtos da Isapa, distribuidora oficial da Bell no Brasil.

Conheça a seguir os detalhes dos lançamentos: Bell Full-9 Fusion e Bell Transfer.

Bell Full-9 Fusion: solução de alto nível para modalidades extremas

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-29T175513.000.jpg

Quem busca por uma solução de altíssimo nível para o Downhill, BMX ou outra modalidade mais radical, encontra no capacete Bell Full-9 Fusion uma opção muito interessante, com apenas 1080g. O Full-9 Fusion é uma versão um pouco mais acessível do modelo utilizado por atletas referência no esporte, como os multicampeões Aaron Gwin, Gee Atherton e Amaury Pierron, o modelo é perfeito para quem busca performance e conta com detalhes e recursos inovadores.

Modelo unissex, full-face, próprio para modalidades mais agressivas, o Bell Full-9 Fusion foi projetado com um casco de fibra de vidro, ultra resistente, e conta com o sistema de segurança MIPS®. Resumindo seu funcionamento, ele gera um movimento entre o capacete e a cabeça, capaz de amortecer grande parte das forças rotacionais criadas durante um impacto.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-29T175611.662.jpg

E para quem pensa que, por ser um capacete fechado ele não é bem ventilado, engana-se. O novo capacete da Bell possui 13 entradas e saídas de ar, sendo 10 na estrutura do capacete e 3 acima da sobrancelha. Chamados de Overbrow Ventilation®, os 3 canais de ar ficam entre o casquilho de fibra de vidro e o EPS interno. É por ali que o ar passa e é dissipado por todo o capacete até ser expelido novamente, por trás, um sistema de ventilação muito eficiente, além de discreto.

Se a necessidade também é ver melhor o terreno, o Full-9 Fusion possui um amplo campo de visão para otimizar a experiência de quem pedala, por exemplo numa descida em alta velocidade. Além disso, a estrutura também conta com apoio traseiro para suportar o elástico do goggle (óculos de proteção).

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-29T175344.688.jpg

O capacete possui, ainda, viseira com regulagem de altura e parafusos projetados para quebrar no caso de um impacto forte, como um sistema de segurança. Ou seja: um capacete perfeito para se divertir em cima da bicicleta em alta velocidade.

O Full-9 Fusion ainda conta com outros diferenciais que o tornam um dos melhores capacetes do mercado:

– forros internos removíveis com encaixes que facilitam a retirada para lavagem;

– tecnologia X-Tatic: materiais de secagem rápida e tecido com fibras de prata, que inibem o crescimento de bactérias e fungos causadores de maus odores;

– fechamento resistente no estilo motocross;

– suporte de câmera de ação integrado na parte superior do casquilho: projetado para se soltar em caso de impacto, evitando danos ao capacete e lesões.

Disponível nos tamanhos M e G, na coloração preto com prata, o Bell Full-9 Fusion está disponível no Brasil a partir de R$ 2.600,00.

Capacete Bell Transfer: inspirado no motocross, para BMX Racing e DH.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-29T175713.743.jpg

Moderno, robusto, confortável e leve, com apenas 1040g. Assim pode ser resumido o capacete Bell Transfer, inspirado nos modelos de motocross e desenhado para amantes do downhill, freeride, dirt jump e BMX.

Com a estrutura externa em policarbonato, ele é a solução ideal para quem busca por uma proteção integral contra quedas e impactos, em um modelo de nível intermediário – mas com recursos encontrados em capacetes top de linha.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-29T175629.881.jpg

Bastante  ventilado, mesmo sendo um modelo fechado, o Bell Transfer possui um sistema de ventilação com 14 saídas/entradas para ar. Sendo 3 delas canais de ar com o sistema Overbrow Ventilation®, que mantém o frescor e refrigeração de forma constante, mesmo em dias bem quentes.

Além disso, também possui uma queixeira reforçada e viseira com fácil regulagem de altura, a Flying Bridge, originalmente desenvolvida para motos – detalhe importante, já que nessas modalidades o ciclista tende a mudar constantemente de posição.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-29T175901.686.jpg

Assim como o Full-9 Fusion, o Bell Transfer também conta com todos os forros internos destacáveis com proteção antibacteriana, para facilitar o processo de lavagem– e não é aquele velcro comum que estraga com o tempo.

Disponível nas cores preto e branco/preto, o Bell Transfer possui modelos nos tamanhos M e G, com preço sugerido a partir de R$ 1.500,00.

800-2021-03-26T164045.183

Novo Sram GX Eagle AXS™: sua escalada para o futuro

Nova transmissão eletrônica SRAM de tecnologia sem fio e durabilidade robusta é seu novo parceiro para ir mais longe nos pedais

Facilmente conectado, instantaneamente personalizado. Chegou o novo sistema eletrônico de transmissão SRAM GX Eagle AXS, seu parceiro para os pedais de um dia inteiro evoluiu com o melhor ecossistema de tecnologia AXS, que oferece uma experiência de trocas de marchas inigualável, em quaisquer condições. 

SRAM GX Eagle AXS oferece uma tecnologia sem fio completa e a durabilidade robusta para manter sua pedalada indo tão longe quanto você conseguir fazer força nos pedais. O GX Eagle AXS traz consigo os recursos que você espera do ecossistema Eagle, como alcance de 520%, compatibilidade na combinação dos componentes e capacidade de personalizar seu cockpit como você desejar, graças ao nosso aplicativo AXS e produtos como o recém-lançado trocador Rocker Paddle

Os principais benefícios do SRAM GX Eagle AXS: 

• Trocas eletrônicas sem fio com hardware projetado para uma nova experiência ergonômica baseada no toque de um botão em vez de apertar uma alavanca.
 

• Oferecendo mudanças mais rápidas e consistentes. Permitindo que você mude quando quiser, sob carga, sem nunca ter que pensar no terreno.


• Coletando dados úteis, informando quantas mudanças foram feitas, com que frequência cada marcha está sendo usada, ajudando você a fazer escolhas mais inteligentes sobre o tamanho da coroa e muito mais.


• Eagle é um sistema de transmissão completo que foi desenvolvido para ser um ecossistema integrado de alto desempenho. A engenharia e os testes que entraram no desenvolvimento fornecem desempenho máximo, segurança e durabilidade de longo prazo para garantir uma ótima experiência ao piloto. Garantimos esse desempenho quando as transmissões Eagle são usadas como um ecossistema completo.

Câmbio GX Eagle AXS 

Os ciclistas querem um câmbio que funcione ao seu comando, seja sob carga em uma escalada ou correndo para a reta final. O câmbio GX Eagle AXS realiza tudo o que você espera de nossos componentes AXS. O câmbio GX Eagle AXS é inteligente o bastante para se proteger graças ao incrivelmente resiliente Overload Clutch. Projetado com a variedade de preferências dos ciclistas, ele é compatível com nosso cassete 10-52T de alcance expandido e também o nosso cassete 10-50T. Apresentando sua linhagem da comprovada linha mecânica GX Eagle, o câmbio GX Eagle AXS está lá para uma coisa— fazer o trabalho. 
Destaques:

  • Software de componentes habilitado para AXS que torna possível programar e personalizar novos componentes SRAM e RockShox Proteção Overload Clutch;
  • Acabamento nas cores GX Eagle;
  • Bateria vendida separadamente.

CONTROLE GX EAGLE AXS Simplicidade e desempenho feitos para um dia inteiro de aventuras. A pura performance de trocas de marchas do Eagle AXS agora disponível com o GX. Troque sob pressão, no terreno mais duro, nas subidas, sem mudar sua posição no guidão. GX Eagle AXS muda seu nível de controle na bike quando você está sob pressão e forçando ao máximo. Mais do que isso, muda sua relação com a bike. Sem cabos, mangueiras ou fios para gerenciar possibilidades abertas de design e engenharia com o controle GX Eagle AXS. Dessa forma, apresentamos os pontos de contato ergonômicos comprovados que tornam a troca fácil, eles são personalizáveis de acordo com suas preferências, permitindo que você escolha qual botão faz o quê por meio do aplicativo AXS.
Destaques:

  • Compatível com MatchMaker X Tecnologia Eagle; 
  • Customize as opções de troca dos botões;
  • Emparelha com todos os câmbios do ecossistema Eagle AXS;
  • Software de componentes habilitado para AXS que torna possível programar e personalizar novos componentes SRAM e RockShox;
  • Sistema completamente a prova d’água com classificação IP69K.

GX AXS
Kit de Upgrade 

O herói do ecossistema GX Eagle do dia a dia agora está disponível com AXS. Lançado globalmente nesta quinta-feira, 25 de março de 2021, o Kit Upgrade GX AXS é a sua porta de entrada para a simplicidade da transmissão sem cabos. Compatível com qualquer um de nossos cassetes e pedivelas do ecossistema Eagle, o kit upgrade permite que você tenha a experiência AXS sem precisar adquirir um grupo completo, desde que você já esteja usando produtos Eagle. Não importa se você está procurando por um upgrade em seu pedal ou procurando por peças de reposição de grande valor, não procure mais, o kit de atualização GX AXS está aqui. 

Capa de bateria AXS 

A capa protetora de bateria AXS é uma carenagem leve projetada para proteger a bateria enquanto instalada no câmbio. A capa de bateria AXS se encaixa em todos os câmbios de mountain bike AXS. 

O SRAM GX Eagle AXS, já disponível nos melhores parceiros da SRAM Brasil, é seu companheiro em todas as pedaladas, a qualquer hora e durante todo o dia, tanto para encarar pedais mais longos, quanto para enfrentar qualquer tipo de terreno, oferecendo a liberdade de misturar e combinar com qualquer componente dentro do ecossistema Eagle.

800 - 2021-03-26T170221.450

Giugiu Morgen conquista vitória com superação em prova realizada em Nova Iguaçu

Na primeira etapa do circuito Tchotchomere, petropolitana recupera-se de dificuldade mecânica para subir no lugar mais alto do pódio

Uma semana depois de conquistar a vitória na Maratona Grangiro MTB, a petropolitana Giuliana Morgen mais uma vez mostrou que, apesar do pequeno número de competições, sua preparação em 2021 segue com força total. No último domingo, dia 22 de março, a jovem atleta da Júnior venceu a primeira etapa do Circuito Tchotchomere de MTB, competição de Maratona (XCM) realizada em Nova Iguaçu, Rio de Janeiro.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T151847.488-3.jpg

“Para uma atleta de alto rendimento, as competições são tão importantes quanto os treinos”, explicou Giugiu. “Para manter o ritmo de prova, entrei em contato com a organização e resolvi participar. A competição foi muito legal e fiquei bastante satisfeita com os protocolos de segurança contra a Covid. No fim, foi um dia para treinar as pernas e a cabeça”

complementou. 

Treino físico e mental

A primeira etapa do Circuito Tchotchomere foi realizada debaixo de muito sol, em um trajeto  que totalizou 33 km, em duas voltas de 16.5 Km. No percurso plano e de alta velocidade, a atleta acabou sofrendo problemas mecânicos. Porém, mesmo tendo que parar algumas vezes, ela ainda foi a mais rápida do dia, terminando a competição com o tempo de 1:32:29 – cerca de 4 minutos mais veloz do que a segunda colocada. 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T151927.608-1.jpg

“A palavra do dia foi “persistência”! As mulheres largaram por último e, depois da largada, fui acelerando e buscando os competidores que estavam na frente. Na segunda volta tive um problema na bike que me obrigou a parar algumas vezes, mas mesmo assim consegui manter a tranquilidade para vencer”

explicou Giugiu.

“Dias assim são bons porque, além do treino em ritmo de competição, a dificuldade adicional ajuda a manter a garra e a resiliência, e isso também é muito importante. No mundial do ano passado em Leogang, por exemplo, a lama foi uma grande dificuldade, e a resiliência ajudou demais”

completou. 
Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T151758.547-1.jpg

Foco no mundial e esperança de fronteiras abertas

Assim como aconteceu no ano passado, o principal objetivo de Giugiu para esta temporada é o Campeonato Mundial de MTB Cross-Country Olímpico (XCO), competição que segue confirmada para Agosto, em Val di Sole, na Itália. 

Para isso, a atleta pretende seguir seu planejamento original que, desde o ano passado, aposta em participar de competições da Copa do Mundo de MTB (UCI Junior Series), para entrar no ritmo das atletas da Europa – para isso, as fronteiras precisam ser abertas para atletas brasileiros. 

“Estou esperando ansiosamente para ver se seremos liberados para competir lá fora. Eu quero correr algumas etapas da Copa do Mundo”

finalizou Giugiu.
800 - 2021-03-26T141443.673

Specialized apresenta nova Turbo Levo

Turbo Levo Gen3 oferece o inacreditável poder de pedalar mais trilhas

A incomparável combinação de ciclística, potência e alcance:

  • Ciclística : estável e natural
  • Potência: 4X você 
  • Alcance: até 5 horas

Os 40 anos de obsessão contínua para entregar a melhor bike de Mountain Bike possível acabaram de ser bionicamente atualizados com a nova Levo. Ela estabelece um novo padrão de ciclística em uma eBike com super poderes e um comportamento estável e natural nas trilhas. Tudo parte do desenvolvimento integrado do chassi de carbono com a suspensão traseira de 150 mm, geometria progressiva, assistência sofisticada do motor e a Unidade de Controle Mastermind, avançado no seu tempo. Tudo isso lhe entregará experiências como nada do que você viveu até aqui. 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T141443.673.jpg

Abrace toda essa tecnologia e amplifique os seus pedais e experiências. Mais velocidade. Maiores distâncias. Mais liberdade.

Mais trilhas, mais entusiasmo e alegria pura, mais momentos inesquecíveis… isso é a nova Levo. É onde o impossível passa a ser possível e, como mágica, você vai pedalar mais, mais forte e capaz, em lugares que nunca imaginou. Cominando potência e alcance sem precedentes com uma tocada natural e inspiradora de confiança, o pedal perfeito está garantido. E no final do dia, isso é o que interessa. O pedal, o seu pedal. Acredite. 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T141412.538.jpg

Ciclística: estável e natural
Uma bike de outro mundo

A nova Levo é a excelência da aplicação de tudo, literalmente tudo, o que nós sabemos sobre Mountain Bike; uma mistura potente de quadro, suspensão, geometria e assistência de motor que agregam a uma experiência incrível na trilha. É, disparada, a eBike full-power mais ágil e rápida de todos os mundos.

Rodas mistas, agilidade garantida

Optamos por uma plataforma “Mullet”, com roda traseira 27.5” e dianteira 29”. É um desafio alcançarmos um tocada rápida e ágil em uma eBIke full-power pelo fato do motor ocupar uma espaço precioso, e é por isso que é necessário recorrer a rabeiras mais longas. Ao utilizarmos uma roda de diâmetro menor na nova Levo conseguimos reduzir as rabeiras, entregando a agilidade e rapidez nas mudanças de direção, dando vida à tocada do Ciclista e curvando como nenhuma outra eBike full-power. 

A geometria do controle 

A geometria da nova Levo foi completamente reformulada, com ênfase em controle e capacidade. O tubo do canote de selim ficou mais vertical, para assegurar uma posição de pedalada otimizada nos trechos de subida. Alongamos o alcance para alinhar o Ciclista com o centro de gravidade da bike, garantindo tração e maior facilidade nas curvas. Um ângulo de caixa de direção mais aberto e um offset da suspensão dianteiro menor para estabilidade a toda a prova, mesmo naqueles momentos mais casca. Como se não bastasse, o ciclista ainda terá a oportunidade de ajustar a geometria de acordo com a sua preferência, ao tipo de trilha que irá encarar ou ao seu estilo de pilotagem. 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T141428.514.jpg

Geometria personalizada 

A nova Levo permite de maneira simples, 6 ajustes distintos de geometria para personalizar a bike à sua tocada e otimizar seu comportamento em qualquer terreno, sejam eles estradões ou trilhas mais técnicas. Escolha entre 3 ângulos de caixa de direção. O movimento central pode subir ou baixar 7 mm, graças ao Flip Chip localizado no ponto de Pivot Horst, na rabeira inferior. Verifique o Seletor de Geometria para maiores detalhes (disponível em 23 Março). 

1 – Ajuste da altura do movimento central

2 – Ajuste do ângulo da caixa de direção 

Suspensão 

Os 150 mm de curso da suspensão traseira e 160 mm de curso na frente (150 mm no tamanho S1) asseguram que a nova Levo está pronta para tudo. É suave nas pequenas irregularidades da trilha e devora obstáculos maiores sem piedade. Adora andar sobre pressão em curvas e ainda assim é super eficiente na pedalada, entregando assistência sem perder tração. 

RxTune

O nosso time de engenheiros de suspensão é tão obcecado que virou noites pensando em como otimizar o funcionamento da suspensão da nova Levo. Foi desenvolvido um novo sistema hidráulico interno na suspensão traseira, especificamente para esta, tendo em consideração a potência adicional e velocidades que podem ser geradas. Todo e qualquer aspecto da suspensão foi ajustado – cinemática, curvas de progressividade e taxas de pré-carga – para trabalhar de forma uníssona e consistente, entregando uma bike super estável, ágil e precisa que lida com impactos grandes como se fosse uma bike com curso de suspensão bem maior.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T142132.226.jpg

Curva de progressividade

A gêmea analógica da nova Levo, a Stumpjumper EVO, venceu vários prêmios internacionais, como a “Trail Bike” do ano. Aproveitamos todo o aprendizado da curva 2.9 de progressividade da SJ EVO e a ajustamos ao curso, torque e potência da Levo. O resultado é um conjunto de suspensão/quadro que entregam sensibilidade no início de curso para máxima tração, suporte no meio curso para garantir um bom comportamento sobre a pedalada e enquanto “empurramos” a bike para o chão, um super controle, mesmo nos maiores obstáculos. A curva de progressividade está alinhada com o ajuste de Rx Tune, para que a bike se comporte de forma perfeita e super consistente. Dessa forma, o ciclista só terá de focar no que importa: a Trilha 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T141335.721.jpg

Percurso do eixo da roda traseira

 O percurso do eixo da roda traseira na nova Levo inicia com um movimento parabólico em direção à traseira da bike no início do curso da suspensão, passando à vertical durante o suporte de meio curso e se direcionando para a frente  da bike no final. Em maior detalhe, o movimento inicial para “trás” faz com que a roda traseira saia da frente dos 90  obstáculos em vez de ancorar neles – dessa forma a bike não perde velocidade ao ultrapassar os obstáculos. Ao utilizar mais curso de suspensão, em momentos em que a pedalada não é essencial, o movimento do eixo em direção à frente da bike anulando as influências da força da corrente, assegurando um funcionamento extraordinário da suspensão em grandes impactos. 

Potência: 4X você 
O poder de dobrar o espaço e o tempo  

A nova Levo empodera o ciclista a escolher aonde e quando quer pedalar. Só com uma hora disponível? Sem problemas, dá tempo de ir fazer a sua trilha favorita e ainda voltar com tempo para se arrumar. Quer descobrir o que está por trás da linha do horizonte? Vá em frente, pois a nova Levo é a ferramenta ideal para explorar os seus novos super poderes. O novo controle integrado responde a cada pedalada, resultando na amplificação intuitiva dos seus esforços – chegando na incrível marca de 4x você – de forma incrivelmente natural. É o nosso sistema mais potente, capaz de entregar 565 watts de potência e 90Nm de torque. Você controla a potência, para tornar as piores subidas em falsos planos e poder alcançar distâncias antes inimagináveis. 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T141242.455.jpg

O poder da confiança

Sistema e motor Turbo Full Power 2.2 integram uma correia mais robusta para uma entrega de assistência a longo prazo e um novo firmware que otimiza a eficiência e assistência durante a utilização de forma suave e natural. Esse novo motor você já encontra em todas as Levo 2021 atuais. 

1.  Motor customizado para potência e torques otimizados;

2.  Correia mais robusta para assegurar durabilidade e consistência na entrega da
assistência;

3.  O novo firmware MasterMind entrega a potência de forma suave e natural,
reduzindo o estresse na transmissão;

4.  Retentor reforçado (triplo) na tomada para o Range Extender e porta de carga
para melhor resistência à chuva e poeira.

Alcance: Até 5 horas 
Pedale para qualquer lugar, sem ansiedade
 

A nova Levo acaba com qualquer dúvida sobre alcance, assistindo o seu pedal por até 5 horas. Agora o ciclista pode pedalar mais longe e explorar mais do que nunca. A tecnologia Smart Control assegura que você não ficará sem carga; entrega a parametrização da duração ou distância do pedal e a partir daí gerencia a bateria para que você termine seu pedal com assistência. Esse alcance só é possível pela integração da tecnologia das nossas baterias de alta capacidade (700Wh) com a Unidade de Controle Turbo MasterMind para assegurar eficiência a toda prova. 

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-25T171820.147.jpg

Unidade de controle turbo mastermind

A Unidade de Controle Turbo MasterMind (TCU) é essencialmente o “cérebro” de todo o sistema. É o hardware e o software que controlam como o motor, bateria, bicicleta e você interagem. Permite ajustes de suporte instantâneos enquanto você pedala, e entrega informações relevantes sobre a sua bike. A TCU MasterMind também permite atualizações remotas, para que a sua bike seja otimizada de forma automática. Além disso, a MasterMind conecta com o aplicativo Mission Control para ajustes avançados e capacidade de diagnóstico, entre outros 

Abaixo, as funcionalidades da nova TCU MasterMind: 

• Atualizações de firmware remotas, para que a sua bike seja otimizada de forma automática;

• A TCU MasterMind apresenta a carga da bateria restante no formato de porcentagem;

• A tecnologia MicroTune permite ajustes finos durante a pedalada, através de incrementos de 10%. Assim, você conseguirá realizar alterações simples para estar lado a lado com os seus parceiros de pedal, aumentando o alcance pela utilização personalizada da potência – isso resulta em mais horas de pedal com uma mesma carga;

• Personalização do layout de tela (4 opções) e 30 dados possíveis;

• Relógio;

• Consumo em Tempo Real ajuda a entender
como pedalar de forma mais eficiente, através da informação dos quilômetros que ainda tem disponíveis nesse perfil de consumo (W-h);

• Potência do Ciclista – permite que você veja qual é a potência que você está aplicando nos pedais;

• Compatível com Leitores de Batimento Cardíaco para elevar o nível do seu treino;

• Medição de Ganho de Elevação de alta precisão

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é 800-2021-03-26T141219.599.jpg

A dinâmica do dimensionamento – S-Sizing 

O sistema de tamanhos S-Sizing é baseado no que realmente importa para o Ciclista de Trilha – o seu tamanho e o estilo da sua pilotagem, e não somente a medida do seu cavalo. Ao todo 6 tamanhos, todos com alturas da caixa de direção e tubo superior (standover) similares, permitem que você escolha o tamanho de bike que melhor se adequa à sua pilotagem. Os tamanhos menores entregam uma bike mais ágil, graças a um alcance menor e um menor entre eixos, enquanto que os tamanhos maiores são mais alongado, assegurando uma bike mais estável. 

Encontre o seu S-Size 

Determinar o seu S-Size é fácil. Se você sempre pedalou um tamanho M, então a S-3 será o seu equivalente. No entanto… se você deseja uma bike mais ágil, com mudanças de direção mais rápidas, você pode optar por uma S2. Quer uma bike mais estável em velocidade? A melhor opção é então uma S4. Dê uma olhada nos exemplos dos 3 ciclistas ao lado – todos eles com 1,73 m, mas com escolhas de tamanhos diferentes sobre a nova Levo.

Preços e disponibilidade no Brasil

  • Levo S-Works – R$128.000,00 disponível a partir de maio 2021
  • Levo Pro – R$108.000,00 disponível a partir de maio 2021
800 - 2021-03-23T173226.460

Esta é a nova 1R1

Nossa road bike de entrada estável e divertida de andar, produzida em alumínio, com uma geometria semelhante à road 3R1 e capaz de encarar qualquer competição.

O melhor custo-benefício

A 1R1 é escolha ideal para quem busca uma bicicleta de qualidade para iniciar no ciclismo de estrada com componentes confiáveis e baixo custo de manutenção.

Quadro com acabamento impecável

O acabamento tecnológico ‘smooth welding’ aplicado nas soldas do quadro garante um visual limpo e moderno.

Grupo Shimano Claris 8V

A transmissão Shimano Claris possui 16 velocidades (2×8) e alavancas de câmbio integradas nos manetes de freio, para que suas mãos nunca precisem sair do guidão.

O pedivela compacto (50-34) aliado ao cassete 11-32, oferece um excelente mix de marchas para encarar qualquer trajeto.

1R1 2021